Saint Gobain


Notícias

Notícia publicada no dia 22/07/2014 Portal Brasil Engenharia

Saint-Gobain Canalização recupera 7.700 toneladas de areia em 2013

Para minimizar problemas com o descarte de areia de fundição, empresa reutiliza ou coprocessa o material

A Saint-Gobain Canalização adota a recuperação mecânica da areia de fundição como uma alternativa economicamente e ambientalmente viável para a usina de Itaúna (MG). Como o processo produtivo é complexo e gera grandes volumes de areias residuais, que podem causar impactos ao meio ambiente, em 2013, a empresa utilizou 7.700 toneladas do produto para a fabricação de conexões, válvulas e tampões de ferro fundido nodular, sendo que 100% do residual foi recuperado.

Desse total, a companhia destinou 6.500 toneladas de areia de moldação para coprocessamento em indústria cimenteira. Outras 1.200 toneladas do produto - usado no processo de Macharia-, também foram recuperadas e reutilizadas na fundição.

Além de contribuir para a diminuição de possíveis danos ambientais, provocados pelo descarte da areia na natureza, a estratégia adotada pela empresa também traz inúmeros benefícios como, por exemplo, a redução da compra da areia nova e baixo consumo de recursos naturais. A comunidade também é beneficiada pela geração de empregos, pois o trabalho envolve uma considerável cadeia de prestadores de serviços.

Segundo Marcelo Machado, diretor Comercial e de Marketing da Saint-Gobain Canalização, devido aos grandes volumes produzidos, necessidade de descarte em locais adequados, alto custo com logística, entre outros, o setor de fundição enfrenta dificuldades. “Por isso, a recuperação da areia é uma alternativa economicamente e ambientalmente viável e reforça nosso compromisso com o sistema de gestão ISO 14001 (norma internacional que estabelece um Sistema de Gestão Ambiental efetivo)”, declara o executivo.

Processo de fundição e reciclagem da areia

Na usina de Itaúna (MG), o processo de fundição requer duas formas de preparação de areia, sendo um tipo específico para a Macharia e outro para a Moldação. No primeiro caso, é necessário acrescentar resina e catalizador para fabricação dos machos. Já o segundo, é preciso fazer a adição de Bentonita e Carvão Mineral.

Para reduzir impactos naturais e evitar o envio de areia para aterros, que pode gerar passivos ambientais, a empresa adota duas medidas para evitar o descarte de areia utilizada no processo industrial. A areia de Macharia é submetida a recuperação mecânica e retorna para o processo de confecção de machos. Já a areia da Moldação é encaminhada para indústrias cimenteiras que pode ser utilizada como matéria-prima.

Sobre a Saint-Gobain Canalização - A Saint-Gobain Canalização é uma empresa do Grupo Saint-Gobain – líder mundial em soluções para o habitat e uma das 100 maiores empresas industriais do mundo com operação em 64 países. Criada em 1937, a antiga Metalúrgica Barbará possui duas plantas industriais em Barra Mansa (RJ) e Itaúna (MG), além de três Centros de Distribuição: Suape (PE), João Pessoa (PB) e São Bernardo (SP). Fabrica e comercializa sistemas completos de tubos, conexões, válvulas e tampões de ferro fundido dúctil para atender mercados de saneamento, indústria e construção civil.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

todas as notícias